Facebook Clínica Sul Mineira Instagram Clínica Sul Mineira
Clínica Sul Mineira Seg. a Sex. das 7h30 às 18h | Sábado das 8h às 12h       Endereço Clínica Sul Mineira Praça Doutor José Braz, 151 - Morro Chic | Itajubá - MG       Telefone Clínica Sul Mineira 35 3629-9700
 
Clínica Sul Mineira
 
 
 
Agende seu exame pelo Whatsapp 35 98817-2554
 
 

Notícias

 

Câncer de Mama

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença.
  
Relativamente raro antes dos 35 anos, acima desta idade sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Estatísticas indicam aumento da sua incidência tanto nos países desenvolvidos quanto nos em desenvolvimento.

Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria dos casos tem bom prognóstico.

Sintomas:

O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio de alguns sinais e sintomas. A principal manifestação da doença é o nódulo, fixo e geralmente indolor. O nódulo está presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher. Outros sinais e sintomas são: pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja; alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço; e saída de líquido anormal das mamas. Esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados, porém podem estar relacionados a doenças benignas da mama.

Fatores inevitáveis:

1) Idade: 75% a 80% dos casos ocorrem em mulheres com mais de 50 anos;

2) História familiar: 90% dos casos são esporádicos, mas os 10% restantes estão ligados à predisposições genéticas. História de câncer de mama em familiares do lado materno ou paterno dobram o triplicam o risco. Quanto maior a proximidade do parentesco, mais alto o risco. Deve-se suspeitar fortemente de predisposição genética quando há vários casos de câncer de mama ou de ovário diagnosticados em familiares com menos de 50 anos (especialmente em parentes de primeiro grau), casos com câncer nas duas mamas (apresentação bilateral), ou casos de câncer de mama em homens da família;

3) Menarca: menstruar pela primeira vez antes dos 11 anos triplica o risco;

4) Menopausa: parar de menstruar depois dos 54 anos duplica o risco;

5) Primeiro filho: primeira gravidez depois dos 40 anos triplica o risco;

6) Biópsia prévia em nódulo mamário benigno com resultado de hiperplasia atípica aumenta de 4 a 5 vezes o risco;

7) Já ter tido câncer de mama: aumenta quatro vezes a chance de ter câncer na mama oposta.

Fatores modificáveis

1) Peso corpóreo: quando o índice de massa corpórea (peso dividido pela altura ao quadrado) ultrapassa o índice de 35 numa mulher menopausada, seu risco duplica. Se ela for pré-menopausada, no entanto, curiosamente o risco cai 30%;

2) Dieta: Consumo exagerado de alimentos gordurosos aumenta o risco 1,5 vezes.

3) Consumo de álcool: quando excessivo, aumenta 1,3 vezes;

4) Ter recebido radioterapia no tecido mamário para tratamento de outro tipo de câncer: se ocorreu numa menina com menos de dez anos, o risco aumenta 10 vezes;

5) Uso corrente de contraceptivos orais: aumenta 1,24 vezes;

6) Reposição hormonal por mais de dez anos: aumenta 1,35 vezes.

Mulheres que apresentam fatores de risco para desenvolver a doença devem ser orientadas a procurar o especialista para avaliações radiológicas mais frequentes.

 

Detecção e cura

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura.

É importante que as mulheres fiquem atentas a qualquer alteração suspeita na mama.

A detecção precoce do câncer de mama pode também ser feita pela mamografia, quando realizada em mulheres sem sinais e sintomas da doença, numa faixa etária em que haja um balanço favorável entre benefícios e riscos dessa prática.

Os benefícios da mamografia de rastreamento incluem a possibilidade de encontrar o câncer no início e ter um tratamento menos agressivo, assim como de menor chance de morrer da doença, em função do tratamento oportuno.

 

 

Fonte:

http://drauziovarella.com.br/mulher-2/cancer-de-mama/o-risco-do-cancer-de-mama/ Publicado em 13/04/2011. Revisado em 30/09/2016.

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home/mama/cancer_mama


Voltar
https://embedgooglemaps.com/it/
Stedentrippers NL
 
Endereço Clínica Sul Mineira Praça Doutor José Braz, 151
Morro Chic | Itajubá - MG
 
Endereço Clínica Sul Mineira Seg. a Sex. das 7h30 às 18h
Sábado das 8h às 12h
 
Telefone Clínica Sul Mineira 35 3629-9700
 
Receba informações em seu e-mail.
 

© 2020 Clínica SulMineira Tomossul - Todos os Direitos Reservados

Budai Creative Agência Digital